sábado, 6 de março de 2010

O nunca e o sempre...

Duas palavras que não deveriam existir. Escutei isso de uma amiga hoje, enquanto fazíamos as unhas.
E por quê?
Porque são mentirosas.
O sempre sempre acaba, e a Cássia Eller nos lembra isso em música. E o nunca quase nunca é definitivo. As pessoas banalizaram o dicionário. E o uso dessas duas palavrinhas virou bagunça.

"Te amo para sempre, meu amor" - Aí, duas semanas depois, o cara está com outra.
"Eu nunca mais vou olhar na cara dele" - Ahá... recebi o convite do casamento da dita cuja que disse isso. O casamento é com o tal citado, obviamente.

O problema é quando a gente acredita no sempre. Bota fé em meia dúzia de palavras juntas. Em meia dúzia de frases e promessas. É tão fácil falar... Mais fácil ainda é o arrependimento.

Banalizaram a oração, o pedido, a vontade. Nunca mais será o mesmo? Olha aí a palavra nunca atravessando a rua outra vez.

Pense antes de dizer o nunca.
Engula o sempre de vez em quando.
Diga... Eu te amo hoje e prometo te amar.
Eu te odeio hoje e prometo repensar.

Nunca é uma promessa que eu não posso cumprir.
Assim como o para sempre.
Nunca é muito tempo.
Sempre é um tédio só.

12 comentários:

marcio disse...

Algumas palavras perdem o sentido na boca de algumas pessoas. Perdem a força, o peso.

Pouca gente sabe o valor e poder de uma palavra. Outras não sabem saborear as sílabas e digerir as letras.

Mas, pra você poucas palavras...

Gosto de você.

Anônimo disse...

O tema é interessante e intrigante...te faz pensar, te faz viajar pela auto-consciencia, lembrar onde e quando vc os cometeu.

Como sempre Joanna, vc diferente, autentica, especial!

Beijo,
VM

Mariana disse...

Olha vou dizer poucas coisas...

SEMPRE visito o seu blog e NUNCA vou deixar de visitar. rsrs

brincadeirinha com as palavras chave...

mas sério... sempre leio e sempre gosto...

bjusss

Geraldo de Oliveira disse...

Parabéns pelo excelente desempenho de seu trabalho no SPORTV. E parabéns também pelo Blog. Já estou te seguindo...
Sucessos em sua carreira.

Flacó disse...

JdA, O que sempre pega com as palavras é que quase nunca o som delas não condiz com o sentimento que está por trás no momento de escolher as palavras, sobre onde, como e com que usá-las. As palavras estão corretas em seus significados, o que não rola ainda é o poder de saber usá-las.

Deixa o sempre e o nunca existir tá?

Andrea disse...

Olá, Joanna!
Só pra constar, eu sou a "Andrea, de Rio Claro", tá lembrada? Do jogo de Rio Claro x Palmeiras?
Passei alguns dias tentando achar vc por esses caminhos, e cá estou eu. (rs)
E só pra ratificar, sou mesmo sua super fã!!!
Um abraço enorme e o maior sucesso pra vc!

Joanna de Assis disse...

andrea!!!!
deixe seus contatos!
Beijinho!

flacó!!!
vc entendeu a mensagem? rs.
Tudo é literatura...
Beijo enorme!

mari e geraldo!! Adorei os coments!
Beijo beijo

Sandra disse...

Um NUNCA, que prá mim, vale muito.
Joanna, aquela pessoa, que vc sabe quem é, NUNCA, mas NUNCA mesmo, falou qualquer coisa que a desabonasse.
Um SEMPRE, que prá mim, vale muito.
Ela SEMPRE, mas SEMPRE mesmo, a elogiava.
Talvez, o que escrevi aqui, nada tenha a ver com o sentido que vc quis dar ao texto, mas sei que faz para nós duas. Bjs.

Andrea disse...

Oi, linda!
Sou eu de novo: Andrea, de Rio Claro!
Espero que a gente possa mesmo manter contato!!!
Meu e-mail: annddrea@gmail.com
(19) 9759.2760
Na Rádio Excelsior Jovem Pan SAT 1410 AM - Rio Claro.SP: www.excelsioronline.com.br;
(19) 3524.5364
Um super abraço!

Flacó disse...

Entendi! Vou deixar uma literatura ou figura de metáfora pelo Dia Internacional do Seres Superiores:


Vamos imaginar nosso planeta habitado apenas por mulheres. Os homens foram morar em outro planeta, mas antes de partirem deixaram aqui uma grande quantidade de seu material de reprodução.

As mulheres que aqui ficaram realizaram então inseminações artificiais e por sorte a maioria delas ficou grávida de gêmeos, dos quais nasceram homens e mulheres, dando assim continuidade à espécie humana.

Gostaria de refletir agora sobre como seria se a situação fosse inversa. Se ao contrário as mulheres tivessem deixado esse planeta para viver em um outro, tivessem levado consigo o material de reprodução masculino, e tivessem ficado aqui apenas os homens:

- Que alternativas eles buscariam para a sobrevivência da raça humana?

- Como teriam seguido em frente sem as mulheres?

Feliz Dia da Mulher e Boa Viagem!

Othon disse...

Joanna

Feliz Dia da Mulher pra vc e todas as mulheres que habitam este blog !

ps: nao levem em consideração o que o Bruno, goleiro do Flamengo, disse em uma entrevista, sabado a noite...tipico comentário de uma pessoa que não tem caráter...

Xavero disse...

Justamente hoje "jurei" para o meu pai, abre aspas, frase: "Nunca mais vou no supermercado com você!" rs rs

ANIMAL... Me fez pensar...

Bjo Joanna!Saudades