domingo, 11 de novembro de 2007

Parafraseando Chico Buarque...

Saiu em disparada em um ataque rápido
Driblou uns dois zagueiros como se fosse mágico
E a bola saiu rodando como se estivesse bêbada
E se acabou no gol em um final tão trágico
Para o rival que perdeu e entrou em pânico
E morreu nas semifinais atrapalhando o sábado
Mas o atacante vibrou como se fosse um príncipe
E se acabou no chão comemorando o prêmio
E para acabar o verso vou usar uma anáfora?
Morreu com o troféu na mão como se fosse o único.

5 comentários:

Luca disse...

Joanna, por causa do caso Richarlyson, vc deixou de ser setorista no Tricolor? Onde vc está? Férias?
Abs.

Anônimo disse...

Não, eu não deixei de ser setorista.
Luca, quem é vc?

Anônimo disse...

Vc é a Joanna? Eu participo das comunidades do Tricolor no Orkut, e vi o aue que deu aquela sua reportagem...rs Disseram que vc talvez tinha saído de lá por causa disso e vim perguntar. Achei teu blog legal.
Abs.

Anônimo disse...

Ahhhhh
Nããão... eu não saí.
E aliás, tenho feito várias matérias com o Richarlyson.
Preconceito está em quem lê, certo?
Abs, Luca! E valeu pelo elogio, volte sempre.

Cristina Casagrande disse...

Hahahaha! Ótemo!